Gradiente, divergente e rotacional

Furacão Catarina, exemplo de rotacional
Padrão

Aprender eletromagnetismo não é fácil. Ensinar, pior ainda. Meus alunos, apesar de esforçados e dedicados esbaram em problemas de álgebra básica e se perdem na matemática esquecendo os conceitos mais importantes. Uma das coisas que sinto falta em todos os livros que leio são definições simples. Coisas que possam ajudar o entendimento do conceito, antes mesmo de ver a matemática.

Continue lendo

História da Engenharia Elétrica – Uma pálida luz azul

luz Azul
Padrão

Praticamente mil anos se passaram entre Thales e Willian Gilbert, um médico, cientista e filósofo da corte da rainha Elizabeth I (Wikipedia, 2015). Gilbert foi o primeiro estudioso a usar a palavra em latin electricitum, significando: como o âmbar para explicar fenômenos de atração semelhantes aos observados por Thales de Mileto. Continue lendo

História da Engenharia Elétrica – Thales de Mileto

circuitos
Padrão

Nossa história começa em uma pequena cidade estado da Grécia antiga, Mileto. Descrita por alguns historiadores como uma poderosa aliada de Atenas nas guerras contra os persas esta cidade teve papel decisivo na difusão da cultura helênica durante o século VI antes de Cristos (Wikipédia, 2015). Ficava na região que os gregos chamavam de Anatólia, ou, em tradução livre, onde o sol nasce. Ao oriente, se preferir. Suas ruinas podem ser encontradas na região de Balat, na Turquia. Continue lendo

Porquê radianos?

Padrão

Curiosamente muitos alunos de engenharia têm dúvidas quanto ao uso dos radianos. Radianos são unidades de medida, assim como o quilo ou o metro. E devem ser prioritariamente utilizados em todos os cálculos.  Graus e grados são unidades arbitrárias e, em cálculo, não tem utilidade. Por outro lado, radianos relacionam uma medida linear com uma medida angular. Continue lendo